Meadas de Outubro 2020

Na loucura desse ano todo, cogitei não criar o desafio Meadas de Outubro. Tudo tão louco, inquieto, incerto que tive dúvidas se as pessoas teriam tempo e cabeça para entrar nessa comigo. Fiz enquete e como eu estava errada!

Coloquei as regras no ar, os temas e chamei quem queria, ficou aberto pra quem mais quisesse chegar e logo outubro começou.

O que eu achei que seria um mês tranquilo, só criando peças novas para o Natal e me organizando para tirar uns dias de férias, foi louco! Eu tive que separar meus minutinhos na agenda para pensar no bordado do dia. E sim, eu bordava no dia, até pensava em adiantar os do final de semana para ficar longe das agulhas, mas não dava tempo. Alguns bordados saíram super simples, outros eu me atrasei porque queria fazer mais caprichado. Fora os dias que bordei, mas como preciso ajeitar o feed pra ir postando também o meu trabalho, deixava para mais tarde para não acumular postagem, e esquecia.

Mas enfim, chegamos ao fim. Sei que tem gente ainda tirando o atraso, sei que teve gente que não conseguiu acompanhar e faz parte. O importante é que não fiquei sozinha nessa.

Recebi um depoimento lindo que valeu por tudo. Três gerações bordando juntas por uma tarde inteira, cada uma na sua dificuldade, momento de vida, mas compartilhando um momento lindo que foi iniciado com o Meadas. E isso é tão simples, mas tão tão importante!

Não é sobre uma obrigação de bordar todos os dias, não é sobre bordar melhor, chegar na melhor ideia para o tema do dia. É sobre momentos. Aqueles segundos pensando em um formato que dá pra bordar. Nas diversas formas que passam pela mente, algumas pouco nítidas. Na busca por significados nas palavras que trazem um. Na busca pela simplicidade de outras. É mexer em alguns pontos sensíveis, é buscar lembranças, é se abraçar ou sorrir a toa.

É sobre encontrar sentimentos no bordado, naquela miniatura em fios. É sobre sentar e ter uma meditação ativa, um momento particular.

E enfim o mês chegou ao fim. Eu confesso que sinto saudade de bordar miniaturas e coisas rápidas, sinto falta de pensar em coisas diferentes para bordar. Mas ao mesmo tempo um alívio de ter concluído o mês com sucesso e ter tido mais gente comigo nessa loucura!

Então, muito obrigada pra quem bordou comigo, obrigada quem acompanhou vendo as fotos, a hashtag e pensava o que bordaria se tivesse entrado no desafio também.

Ano que vem tem mais será? Meu sonho é ter, cada vez maior, mais gente bordando junto, ter encontro no final, ter marcas apoiando. Mas o mais importante, é ter gente dando o seu significado para o desafio!